quinta-feira, 22 de abril de 2010

'Operação Alçapão' surpreende criadores de pássaros


     Operação desencadeada terça-feira (22/04) pela Policia Civil de Venâncio Aires resultou na apreensão de grande quantidade de pássaros silvestres, na notificação de alguns criadores e na prisão em flagrante de um criador. A ação teve a colaboração de agentes ambientais federais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e o apoio de policiais de Lajeado e Bom Retiro do Sul. Uma equipe da Polícia Federal de Santa Cruz do Sul também atuou, paralelamente. Mais de 250 aves foram encaminhadas ao zoológico de Sapucaia do Sul para passarem por uma triagem e depois serem devolvidas ao seu habitat natural.
     Denominada de 'Operação Alçapão' (uma alusão aos criadores que capturam e criam pássaros de forma irregular), o trabalho se iniciou no fim do mês de fevereiro e foi concluído terça-feira. Comandados pelo delegado Paulo César Schirrmann, os 17 policiais e 12 agentes do Ibama se reuniram na Delegacia de Polícia de Lajeado, onde traçaram a estratégia de ação. Divididos,  oito grupos retornaram a Venâncio Aires, onde cumpriram os mandados de busca e apreensão.

http://lh5.ggpht.com/_qfl6CfHhSbk/S9BERuLCDNI/AAAAAAAAAk4/CXor002N4NM/opera%C3%A7%C3%A3o-al%C3%A7ap%C3%A3o1.jpg
Em um dos locais, fiscais apreenderam 46 aves silvestres, algumas com anílhas irregulares (foto: Folha do Mate)

     Segundo o analista ambiental Régis Fontana Pinto, a ação foi direcionada aos criados amadoristas de passariformes, ou seja, pessoas que tem autorização do Ibama para criar animais silvestres, neste caso, pássaros. Eles são credenciados, mas devem cumprir determinadas exigências para terem o direito a possuir em casa espécies raras da fauna.
     Em um dos locais fiscalizados, no bairro Gressler, Pinto, que é responsável pelo setor de fiscalização do Ibama de Porto Alegre, encontrou 93 canários. O proprietário era autorizado a criar Canários-da-Terra, mas o que se encontrou fora diversas aves com cruzamentos não autorizados. "São espécies híbridas, cruzadas de forma irregular", explicou o fiscal. Todos os pássaros foram apreendidos. Dos 93, 12 estavam com anilhas irregulares. O Criador foi multado em mais de R$ 40 mil.
     No bairro Diettrich, fiscais do Ibama se surpreenderam com a quantidade de espécies encontradas. Foram 46 pássaros apreendidos, entre Cardeais, Bicos-de-Pimenta, Azulões e até um Curió. Como são aves ameaçadas de extinção e seis delas estavam com anilhas irregulares, a multa chegou a R$ 86 mil. No local também foram encontrados vários galos indianos e material usado na rinha de galos. "Também apreendemos alçapões que comprovam que o dono dos pássaros é um caçador atuante", observaram os agentes ambientais.

http://lh6.ggpht.com/_qfl6CfHhSbk/S9BERmtvNvI/AAAAAAAAAk8/3WzKdGyCEG8/opera%C3%A7%C3%A3o-al%C3%A7ap%C3%A3o2.jpg
Delegado foi à casa do criador que deveria ter 27 aves silvestres, mas tinha só Canários-belga (foto: Folha do Mate)

     No bairro Aviação o delegado Schirrmann acompanhou a fiscalização na casa de um criador que deveria estar em poder de um plantel de 27 aves silvestres. Cinco delas, conforme cadastro feito no Ibama, seriam de espécies ameaçadas de extinção. No entanto, o homem possuía apenas grande quantidade de Canários-Belga, espécie considerada doméstica e, portanto, de criação permitida.
     Interrogado, o homem afirmou que já havia 'trocado' os pássaros com outro criador. Mesmo assim, foi multado em R$ 36 mil. Os fiscais também apreenderam outros pássaros no bairro Gressler. Em uma casa, encontraram, dentro de uma pequena gaiola, um Coleirinho. Trata-se de uma ave silvestre que não pode ser criada sem autorização.
     Para o delegado Schirrmann, a grande quantidade de pássaros, alçapões e gaiolas apreendidas mostra a eficácia da operação. Todos os criadores ilegais foram autuados com multas pesadas (R$ 500 para cada pássaro e R$ 5 mil se for uma espécie ameaçada de extinção) e ainda responderão a um procedimento policial no Juizado Especial Criminal por infração contra um crime ao meio ambiente. "Vamos continuar atuando e reprimindo os crimes em todas as suas formas", garantiu o delegado. Ele solicitou auxílio da comunidade para coibir este tipo de crime. "Quem tiver informações sobre a criação ilegal de pássaros silvestres ou outros animais nos avise", pediu.

http://lh5.ggpht.com/_qfl6CfHhSbk/S9BGNfXbNUI/AAAAAAAAAlY/44H9KMoNoBM/opera%C3%A7%C3%A3o-al%C3%A7ap%C3%A3o3.jpg
Em um dos locais onde foi cumprido o mandado de busca e apreensão, fiscais do Ibama apreenderam grande quantidade de canários da terra e híbridos (foto: Folha do Mate)

     Polícia Federal
     Paralelo à esta ação, agentes da Polícia Federal (PF) e do Ibama apreenderam diversos pássaros silvestres e até filhotes de Jabutis em uma chácara, às margens da RSC-287. Foi comprovada a existência de pássaros com anilhas falsas, aves mortas e o criador, de 60 anos, foi preso em flagrante. Segundo a PF, ele foi enquadrado em três crimes - dois dentro da Lei dos Crimes contra o Meio Ambiente e um por posse ilegal de arma de fogo - e encaminhado ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul. O valor da multa não foi divulgado. Os animais apreendidos, a exemplo dos demais da 'Operação Alçapão', foram levados ao zoológico de Sapucaia.

Autor: Alvaro Pegoraro
Fonte: jornal Folha do Mate


 

Um comentário:

RAQUEL disse...

Bom dia Wilson!

Gostaria de uma opinião sua. Estou fazendo um trabalho na faculdade.. e precisaria sua opinião sobre a empresa de Venâncio Aires que realmente é exemplo de Gestão Ambiental e ao desenvolvimento sustentável..
Agradeço!!

Raquel Krilow
raquel_krilow@hotmail.com